Economia brasileira cresce 1,5% no 1º trimestre, indica prévia da FGV

A atividade econômica brasileira avançou 1,5% no primeiro trimestre de 2022, na comparação com os últimos três meses do ano passado, apontam dados divulgados nesta terça-feira (17) pelo Monitor do PIB (Produto Interno Bruto), da FGV (Fundação Getulio Vargas). Em termos monetários, estima-se que o acumulado da soma de todos os bens e serviços produzidos no Brasil tenha chegado a R$ 2,458 trilhões.

Somente em março, o desempenho da economia foi 1,8% superior ao apurado em fevereiro. Ambos os cálculos foram realizados na série com ajuste sazonal. Na comparação anual, o indicador indica o crescimento de 2,4% da economia no primeiro trimestre e de 4,2% em março.

Juliana Trece, coordenadora da pesquisa, afirma que o setor de serviços foi o destaque no desempenho positivo do PIB nos primeiros três meses do ano. "Por ter sido fortemente impactado pela pandemia, esse setor tem tido bastante espaço para crescer e recuperar o nível de atividade que possuía antes da chegada da pandemia", avalia ela. 

Entre as atividades que compõem o setor, apenas as de outros serviços e de administração, educação e saúde pública ainda não haviam recuperado, no quarto trimestre de 2021, o nível de atividade pré-pandemia. Com o resultado, a atividade de outros serviços também superou o nível pré-pandêmico. 

Juliana destaca ainda que o desempenho do PIB ainda tem sido impulsionado pela normalização do nível de atividade pré-pandemia. "Esse efeito está se esgotando, o que liga um alerta para a sustentabilidade do crescimento econômico”, relata a coordenadora.

Fonte: R7 | 17/05/2022

Últimas Publicações

© Todos os direitos reservados. | Desenvolvido por TBrWeb